quarta-feira, 9 de novembro de 2011

MINHA DOCE TERNURA


Minha caneta ficou muda
Vagabunda igual a milhares perdidas em bolsos de poetas da cidade
SÓ,sem graça, mócado no canto do quarto, de fato bobagens de um poeta NATO
Preocupado com os pivete na esquina,ódio que contamina, alma vadia sem melodia
Malandro do terceiro mundo,caderno riscado, uns pesamento zuado
Eu pensei mil fitas antes de começar a escrever
Queria ser perfeito em cada verso
Não por me achar sem defeito por vaidade
Mas por ser verdade o AMOR que trago no peito desses aí de causar SAUDADE
Puro, raro, verdadeiro, forte como o primeiro
Sorrisos e glória,cê chegou pra MANTER a história
Minha favorita, agora sei com quantas pessoas a vida realmente se faz DIVA
Cê me trouxe sentido,eu que vivia perdido em linhas vadias te encontrei discreta e tal tão natural meu patuá pra aguentar AMARÉ de tempos mal
Da RASURA do ódio nasceu o AMOR
Primeiro plano, primeiro verso
RIMAS que trazem o UNIverso pro meu canto de glória no camin de vitória
Deixei de ser DOIS pra ser apenas UM
Uma idéia, um rolê,uma mina,um ALICERCE, um bem de valia : VOCÊ
Dois destinos num só,dois mundos num só
VAGABUNDO que eu era cê veio e eu fiquei tipo ouro que nasce do PÓ
Sem critério cê me trouxe um império,RAINHA minha,
o CLIMA se encaixa e a caneta se acha no bloco de nota,
Muito OBRIGADO,deixa eu anotar esses VERSO, eternizei cada LINHA
Café com pão,simples,único,PROGRESSO,dedico cada LETRA, cê chegou e me ensinou a verdade sobre a DOCE TERNURA que só quem AMA chama de SUA nesse PLANETA


ONELOVEE..
Umsóoo..

domingo, 30 de outubro de 2011

Os melhores do mundo em Brasília

A cia de comédia “Os melhore do mundo” fará uma apresentação de um dos seus espetáculos mais conhecidos: Hemanoteu na terra de Godah.

Deixo um aperitivo do espetáculo para mostrar que vale a pena.

Hermanoteu Na Terra de Godah

“Entre as densas páginas do Antigo Testamento, encontramos Hermanoteu, nosso pacato protagonista, perambulando por domínios romanos entre pestes, bárbaros e deuses pagãos. Quando o homem enfrentava a ira de um deus menos complacente, Hermanoteu, irmão de Micalatéia e típico hebreu do ano zero – camarada, bom pastor e obediente –, recebe uma missão divina: guiar Seu povo à Terra de Godah. Num cenário que representa um imenso deserto, Hermanoteu esbarra em Cleópatra e até mesmo no Filho do Todo Poderoso, além de outros tantos personagens fantásticos. Um espetáculo reverenciado pelo público, onde a Cia. orgulhosamente recebe o humorista Chico Anysio, interpretando Deus (com textos em off). O final da peça traz uma divertida surpresa para os espectadores...”

Teatro Nacional / Sala Villa Lobos - Brasília
04 e 05 de novembro / Sexta & Sábado


Para mais informações ligue 61 3325 6256 ou visite o site.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

MINHA CANETA JÁ NÃO RISCA






Traços mau feitos em linhas vazias
Caneta vadia,poeta vadio,FRIO
Na MADRUGA que eu me perdia eu via
COPO vazio,desafio,almas frias,acordes sem melodias,TIO sem paz
Pais sem FILHOS,faz tempo que me perco no trilho
Andarilho REVOLUCIONÁRIO,sem dicionário de coração
Multidão sem VOZ,todos por NÓS,NÓS contra NÓS
Meu violão sem canção,acorde sem HARMONIA
Sem SAMBA de roda
Sem IDÉIA sensacionalista,ÓDIO estampado na vista
Blusa XADREZ esperando a paz do rei dos reis
RUAS me levam onde querem, VADIAS não são o que meus instintos preferem
EU quero MAIS,sair do labirinto de DIAS iguais
Pessoas NORMAIS de gel no cabelo
Quero um TESTAMENTO vivo de quem vai pro sepulcro,um apelo,quero VIDA
Quero LUZ,quero LETRAS,QUERO o brilho da LUA na rua
Quero que os ESCRITORES de farsa sumam da minha LITERATURA crua,sem farsa,sem GRAÇA
Quero todas as CANETAS,pois as minhas JÁ não riscam sózinhas a ALMA desse planeta








ONELOVE

segunda-feira, 30 de maio de 2011

DECLARAÇÃO










TEAMO da melhor forma,do melhor jeito,SEM DEFEITO,sem mistura,TEAMO simples
TEAMO desde ANTES que agora,sem demora,sem pressa
TEAMO mais que o que interessa
TEAMO mais que LETRAS,sem corte
TEAMO mais que a SORTE,sem fama
TEAMO mais que a grana,LIVRE
TEAMO mais que a liberdade que já tive,AMOR
TEAMO seja como for
TEAMO mais que tudo,mais que o mundo
TEAMO
Infinito como o NADA na imensidão
TEAMO mais que qualquer coração


Sejam melhores com suas respectivas mulheres,tá ligado os preto véio das antiga?,ainda existe mulher de verdade a solta por aí na cidade,um dia ela chega,aí já era,transforma um vagabundo,num cara feliz,diga que AMA,faça poesia,se não sabe fazer poesia,mande um SMS,mas seja você, romântico nem que seja por um segundo,não é pecado querer dizer o que se passa por dentro,nem falta de machismo dizer que AMA,dê valor a quem tá com você,não sou o dono da verdade,nem tenho o AMOR maior  pra dar pro mundo,mas minha GAROTA é AMADA,não por que eu quero agradá-la mas sim por ela ser a ÚNICA que me trouxe o amor em VERSOS,e isso eu devo a ela,meu DOM,que ela trouxe e eu senti descobrindo o UNIVERSO!


ONELOVE....


quinta-feira, 28 de abril de 2011

Lembra de mim?

Olá, pessoal!

Primeiro, quero me desculpar pela ausência. As últimas duas semanas foram especialmente corridas.

Hoje o tema é a capacidade que temos de marcar a vida dos outros. É claro que todos nós somos inesquecíveis. Mas algumas pessoas teimam em nos esquecer. E nós, estranhamente, também nos esquecemos de muita gente que passa por nossa vida. Se o ser humano fosse menos complexo, esse fato seria perfeitamente aceitável. No entanto, a realidade está distante disso. Não há quem não fique constrangido diante da frase: “Desculpe, mas não me lembro de onde conheço você”. O embaraço simplesmente rouba a cena quando isso acontece, tanto o que esqueceu como o esquecido ficam em situação extremamente constrangedora.

Diante de um olhar familiar num rosto estranho, mergulhamos numa verdadeira fobia social. Em vez de confessar o esquecimento e solucionar o problema, acabamos agindo como idiotas. Sorrimos de forma mecânica, iniciamos uma conversa sem sentido, na esperança de que o cérebro nos salve desse embaraço. Todos nós, pelo menos uma vez na vida, já passou por essa situação.

Mas, afinal, o que realmente nos torna inesquecíveis para alguns e esquecíveis para outros?

Acredito que isso não tem a ver com as características visíveis, como alguma deficiência física, por exemplo. É uma questão de ocasião. Em alguns momentos, estamos tão agitados que o nosso ídolo pode passar despercebido ao nosso lado, sem deixar rastros. Há fases na vida que isso tende a acontecer. Muitas vezes, o desânimo ou mesmo a euforia provocam esse tipo de sensação. Tudo fica mais ou menos igual. Assim, é bem provável que qualquer um que cruze o caminho de alguém neste momento seja colocado imediatamente para fora da memória.

Certa vez, há anos, estava com a minha mãe no supermercado e avistei uma professora, que me deu aula de Português na 5º série, tornando-se uma referência para mim. Foi com ela que tomei gosto pela disciplina. Ela, dona de um domínio impressionante da escrita, eu louca para me tornar metade do que ela era. Jamais me esqueci dela. Sempre a citei quando perguntavam como escolhi ser jornalista. Neste dia, a minha inesquecível professora, uma das fontes inspiradoras na escolha da minha profissão, custou a se lembrar de mim. Eu lá, emocionada, ansiosa por saber como ela estava e querendo apresentá-la à minha mãe, e ela me olhando com um olhar terrivelmente perdido, quase desesperado, eu diria. E a situação que para mim já estava bem embaraçosa, ficou ainda pior. Após uns 10 minutos, depois de tanto eu explicar e relembrar muitos detalhes, ela se lembrou de mim. E o olhar de estranhamento não mudou. O fato é que ela foi importante em minha vida, mas recíproca não era verdadeira. Com isso, passei a pensar sobre as pessoas inesquecíveis e sobre a relatividade disso.

Todos nós somos únicos e consequentemente marcantes. O que acontece é que em alguns momentos esbarramos de maneira tão rápida na vida dos outros, que simplesmente não deixamos marcas. Cabe a nós saber lidar da melhor forma com isso e não levar para o lado pessoal. Se alguém que marcou a sua vida não se lembra de você, releve! Ninguém é obrigado a corresponder as nossas expectativas.


segunda-feira, 18 de abril de 2011

TÁLIGADA?






Eu tô bem
Sem contar história sofrida
Sem maquiagem forte pra esconder as ferida
Sorriso na cara
Vagabundo calado,discreto,esperto,havaiana,moleque maneiro,verdadeiro
VIVÃO
Tá ligada paxão?
E cê que trouxe o meu bem,minha flor,meu amor,minha paz,minha LUA
Vem e bora resolver os bagulho lá fora
FOCADO
ONELOVE e é pra você que faço meus louvor quanto eu to de canto
Quieto na minha rotina de versos embaçado
Eu começo,verso por VOCÊ
pra VOCÊ cada verso
MULHER da minha vida,dona do meu AMOR
Meu valor sem cifrão na conta
Meu CANTO preferido
Minha história ETERNA
Meu sonho REAL vivido
Quero mais que VITÓRIA eu quero a GLÓRIA de ser REI do seu lado
é DAHORA ver seu SORRISO,eu preciso de você mulher mais LINDA
Me trouxe o que não conhecia,ALEGRIA
Dessas aí que não se vê todo dia
Fui malandro pra roubar teu coração
Fui lutador pra não desistir da luta
FUI POETA
Fui e sou eu MERMO pra te fazer SORRIR
Fui simples como nóis dois
Somos mais
Tá ligada?
Nossa história é bem mais encantada que conto de fada,é fóda
ETERNIZADA,amor,mina,uma vida numa só palavra AMADA!






ONELOVE

segunda-feira, 11 de abril de 2011

é,e você acredita?








Só eu a caneta e mais de um milhão de letra
O quanto eu SOFRO por compor não se põe na conta
Dor,AMOR,canta o LOUVOR em forma de rima
Me perco no CURSO das linhas
Bloco de nota,a mente TRANSBORDA
Eu curto o momento,sorriso,RELEMBRO as cena
Saudade,multidão,correria,estrada,sonho,DILEMA
Sem nenhuma MARAVILHA,sem família a não ser a RUA
A LUA e os cachorro vadio,DESAFIO
Coração por um FIO,VIVO
Vento na CARA,dose RARA que a vida serve em forma de tempo que não PARA
Não entendo isso de APROXIMAÇÃO
Colecionador de decepção
Solidão não se despede enquanto a ALEGRIA já vem com a data de PARTIDA
Deixando em mim a esperança de á encontrar em alguma AVENIDA
Perdido na vida
Buscando o caminho que nunca encontrei
Passo batido com as BATIDA no fone
Sem sobrenome,sendo o melhor longe da TV
Sem goró na GARGANTA
A TANTAS da madrugada pensando em REALENGO,vento,arrepio na espinha
Sofro,silêncio,crise,agonia,coração em disparada
Tipo bomba,meus batimento já quase não dão conta
Tanta história pra tão pouca vida
Já não sei mais o que chamam de HUMANIDADE
Nem essa TAL de felicidade MAL-SUCEDIDA
Equilibrista de corda bamba,um passo errado e bum ... DESANDA
Ilusionista que PROCURA na RISCA da caneta uma FORMA de TRAZER o AMOR de volta pra ESSE 
PLANETA


ONELOVE.