quarta-feira, 14 de abril de 2010

Carta pra Alguém

Desculpe por te ligar tantas vezes hoje, sabia que você estava na aula e foi uma barbárie minha. Sei que nosso lance é recente e que você é muito nova pra me seguir nos meus lugares. Estar longe de você é algo que, como pessoa, eu entendo, mas vá tentar explicar sobre ansiedade a um coração apaixonado. Não quero te fazer ir contra seus pais e muito menos contra seus gostos. O que aconteceu foi que ao contar pra um amigo como você fazia falta, disse que com o tempo acostumaria a não sentir tanta falta sua quando eu saísse. Ele disse que com o tempo você me acompanharia, isso por você mesma, ou por mim, e que se eu parasse de sentir sua falta, eu possivelmente não iria querer mais você como minha namorada. Essa ideia me apavorou e de alguma forma me senti como se você soubesse disso e que eu deveria te explicar naquela hora, antes que eu te perdesse, ou que você me dissesse algo para que eu não me perdesse sem você. Sei que fui muito ridículo e exagerado, mas gostaria que soubesse que sempre vou te convidar e quero ficar muito, muito triste em cada "não posso" que você disser, até que cedamos igualmente numa média comum. Espero não estragar isso que temos por paranóias minhas... tente aceitar o jeito que te entendo. Beijos e te amo a cada dia mais, talvez seja essa progressão do nosso amor que me faça isso.

Então, que tal um cinema nesse fim de semana? ;)

No fim do dia, é tudo por ela. - Hank Moody, Californication

Também em Pee in the Darkness

5 comentários:

  1. Eu disse que ela ia achar fofo.. Mas por esse meio, o blog, acho que o mundo achou fofo.

    ResponderExcluir
  2. Fofo é? ._. @CarolMonper disse algo parecido :B

    ResponderExcluir
  3. É mais que fofo, é lindoooo.
    O lado romantico do pee.
    ADOOORO

    ResponderExcluir